domingo, 5 de maio de 2013

Horizonte, meu amor


Uma fina linha nos separa.
Não sei se vou
nem sei se fico.
Céu acima,
medo adentro
mar abaixo.
Bate um vento,
me desfaço.
Dividida,
entre
pássaro
e peixe.
Entre nuvem,
lodo
e sargaço.
Entre vertigem
e ressaca.
Entre perder as penas
ou morrer afogada.